Madrid

A Partituna em Madrid

2014 foi o ano em que viajamos para Madrid. Um fim de semana em que o Pub Crawl foi a atividade predominante. Isso e dar a conhecer as nossas músicas nas ruas de Madrid.

Tudo começou com a chegada da Partituna ao hostel em quarto misto, onde já lá estava uma moça brasileira.

Logo, logo dedicamos-lhe uma música, “Assim mesmo é que é”, só depois nos lembramos que ao cantar “ai rapariga, rapariga, rapariga…” ela interpretava isso de outra forma.

Gostou tanto que decidiu mudar de quarto.

A primeira noite de Pub Crawl foi agressiva, e quando chegamos ao quarto misto, passava das 4h30 da manha, já lá estavam uma miúdas nórdicas, que ao verem 12 marmanjos vestidos de preto, a “cantar” em estado para lá de ébrio, se assustaram.

Estarrecidas com tal avistamento, apenas conseguiram dizer “Oh my God!!!”, mas depois perceberam que éramos todos bons rapazes e muito respeitadores.

Dormimos muito pouco, como de resto já é normal nestas viagens de tuna. Mas nada que um repasto matinal não resulte e lá fomos todos galvanizados para as ruas de Madrid.

Foi bonito de se ver a Partituna – Tuna Académica do ISVOUGA, a encantar os madrilenos e demais turistas que por nós passavam.

Mas, efetivamente, a Praça Maior foi o local que mais gente juntou à volta da nossa tuna académica.

As tunas espanholas estão, desde há alguns anos, num declínio acentuado, não sendo fácil de introduzir sangue novo nas suas fileiras.

Era percetível o olhar saudoso de alguns madrilenos que diziam “Una Tuna!!”, e juntavam-se à nossa volta e pediam para cantarmos a musica “clavelitos”, uma música muito cantada por tunas universitárias espanholas.

Chegando à hora de jantar do dia de sábado, voltamos a ir ao mesmo estabelecimento onde tínhamos ido na noite anterior.

Acontece que ao chegar, fomos simplesmente… barrados…

Pois é. Acontece que o estabelecimento era um All You Can Eat, e no jantar de sexta foi um total abuso de tanta comida que ingerimos, houve mesmo um Tuninho que, sendo apreciador de gelados, decidiu só ele comer nada menos que 12 bolas de gelado!!!!! Isto depois de todos termos comido e bebido que nem uma hienas esfomeadas.

Pronto, agora onde íamos nós comer tudo o que podíamos por 17€?

Fácil. É que All You Can Eat é uma cadeia de restaurantes e numa grande cidade como Madrid, pensamos que teria mais do que um restaurante dessa cadeia, e tínhamos razão. Mas desta vez tentamos comer como pessoas normais e não como animais selvagens.

Tantas, mas tantas outras coisas se passaram, mas temos de guardar o melhor para nós, não seria um dos nossos lemas:

“O que acontece na Tuna, fica na Tuna!”

Close Menu