2020 em Balanço

Partituna

Olá Amigos!

Já há algum tempo que não dou notícias no blog, mas sabem como é, nem sempre há tempo ou conteúdos relevantes para vos trazer.

Creio que mais vale qualidade do que quantidade, concordam?

Hoje trago-vos a mensagem do nosso Magister, na qual faz um pequeno balanço deste ano que está a chegar ao fim e termina com uma mensagem para todos os que acompanham a Partituna, mas sobretudo para todos os tunos.

Marco Nogueira

Encontramo-nos na reta final de 2020, é tempo de fazer um pequeno balanço.

O ano que ficará certamente na memória de todos e que constará nos livros de história contemporânea das próximas gerações, infelizmente não pelos melhores motivos.

Um ano em que se perderam vidas, empregos e liberdades.

No que à Partituna diz respeito, felizmente todos estamos bem e de saúde.

Mas outras coisas se perderam.

As Tunas Académicas fazem parte da cultura académica e universitária portuguesa, e não obstante a todo o sector cultural, também nós nos vimos impedidos de fazer o que mais gostamos.

Hino "Partituna" Tuna de Aveiro
A Partituna no metro de Praga a despedir-se da cidade
A Partituna a almoçar no Hoters em Praga

Não vivemos de atuações, todos nós temos os nossos ofícios e não precisamos da tuna para “sobreviver”.

Contudo, a sobrevivência do corpo é uma coisa, a sobrevivência da “alma” é outra que, para mim, pessoalmente, tem a mesma importância.

É o convívio, fraternidade e a amizade que une este grupo, que permitiu estes longos 25 anos de história da Partituna. E neste campo, o ano 2020 foi terrível.

De repente, vimo-nos privados da nossa rotina semanal e não mais pudemos ensaiar, atuar, conviver e estar com os amigos tantas vezes quantas as que desejávamos.

Estas “pequenas coisas” que nos alimentam a alma e que muitas vezes eram um escape a uma semana de trabalho difícil, simplesmente deixaram de ser possíveis.

Meus amigos Tunos, nem imaginam a falta que me fazem, e o quanto me custou estar distante…

Sinto que ri menos, muito menos neste ano. E que falta nos faz riso.

2020 em Balanço 1
2020 em Balanço 2
2020 em Balanço 3

Mas fizemos coisas boas. Conseguimos contribuir com ajuda preciosa para um lar, numa altura em que todos desconheciam as reais consequências destes vírus, e sensibilizamos centenas de pessoas para essa causa social.

A Serenata Monumental foi interpretada pela Partituna e creio que isso pode vir a ser mais uma bonita tradição no ISVOUGA.

Criamos conteúdos para a promoção da cidade de Stª Maria da Feira e viemos mostrar a todas as entidades políticas e institucionais, que tantas vezes nos esquecem, “A Partituna está aqui!”, fazemos parte desta terra e desta gente.

Todas estas ações vieram desmistificar alguns conceitos e opiniões das pessoas quanto à nossa tuna e quanto ao papel das tunas na comunidade onde estão inseridas. O que dá algum alento e esperança que a sociedade começará a apoiar as centenas de tunas académicas deste país. Finalmente!

Para mim é este o caminho que a nossa Tuna deve seguir, um caminho de promoção da cidade, do instituto e dos valores sociais. Desta forma seremos mais relevantes e capazes de marcar pela diferença e não seremos “apenas mais uma Tuna”.

Comemoração dos 100 anos de fábrica em São João da Madeira

2021 Também não se advinha muito auspicioso para o setor da cultura, as prometidas vacinas vão chegar lentamente e, por isso, é previsível que muitas restrições se mantenham durante pelo menos o primeiro meio ano.

Ainda assim, há uma luz no horizonte e queria terminar com uma mensagem de positivismo e esperança num futuro que, apesar das dificuldades que espreitam ao virar da esquina, vamos aceitar e superar todos os desafios, porque somos um grupo forte e unido.

A todos quero desejar um Bom Natal e boas passagens, junto dos que mais amam, mas com responsabilidade e prevenção.

Saudações Académicas,

Marco Nogueira
Magister Partituna

Subscreve a nossa newsletter

Fica a par de todas as novidades e recebe conteúdos exclusivos.

Deixe uma resposta