Ser Partituno

Ser Partituno por Ricardo Fortuna

Ser Partituno - Tuninho Ricardo Fortuna
Ricardo Fortuna – Membro da Partituna – Guitarra – Ser Partituno

“Ser Partituno” é um blogpost cujo conteúdo é referente às experiências de cada elemento da Partituna, e com o qual esperamos convencer mais alunos do Instituto a juntar-se a nós.

Hoje no blogpost vamos partilhar as palavras do Tuninho Ricardo Fortuna.

O Fortuna está na tuna há algum tempo e tem vindo a mostrar ser um elemento importante para o grupo, e será o primeiro a contar a sua experiência de “Ser Partituno” e de como tudo começou para ele.

A experiência do Tuninho

“Antes de iniciar o meu percurso académico no ISVOUGA, já tinha a ideia de entrar para a Tuna do instituto.

Como sempre gostei muito de música e ainda mais de conviver e conhecer malta nova, a minha ideia era mesmo essa, tocar guitarra, fazer novos amigos e conviver e beber uns copos na companhia dos colegas de Tuna.

Logo na primeira semana de receção ao caloiro, fui abordado pelo Tuno Joel, que me perguntou se eu estaria interessado em entrar para a Partituna. Lógico que respondi de imediato que sim, pois já era essa a minha intenção.

Então o Tuno Joel convidou-me a ir ao ensaio, que é sempre ao domingo, e lá fui.

Ser partituno Ricardo Fortuna

A primeira impressão que tive foi que, apesar de se divertirem bastante, todos encaravam o ensaio com alguma seriedade e que davam o melhor para não falhar nenhum acorde, acertar os passos e coreografias e para cantar o melhor possível, sempre num espírito de camaradagem e de entreajuda, para que as falhas pudessem ser corrigidas.

Fui muito bem recebido e se estava contente de ali estar, ainda mais empolgado fiquei com as histórias de atuações e momentos caricatos que o grupo partilhou comigo.

Comecei a vir certinho aos ensaios de maneira a aprender o mais rápido possível as notas, acordes e letras das músicas, para poder contribuir e preparar-me para as atuações que se avizinhavam.

Ser Partituno 1

Claro que a vida de um trabalhador-estudante, que depois de 8 horas de trabalho tem de ir às aulas não é fácil e não facilita as coisas, ainda por cima, estava na associação de estudantes, pelo que podem imaginar as horas do dia estavam bastante preenchidas, mas eu queria mesmo fazer parte do grupo, então sempre se dá um jeito quando queremos verdadeiramente alguma coisa. Não foi isso que me demoveu e ainda hoje, passado algum tempo, ainda faço parte da Partituna e é algo que digo com muita satisfação.

Gosto mesmo muito das atuações, das viagens e sobretudo da diversão junto dos colegas que se tornaram verdadeiros amigos para viva! Tocar na rua, num bar para outras pessoas, ou num Festival de Tunas são sem dúvida experiências fantásticas e uma atuação nunca é igual a outra, pois acontecem sempre coisas diferentes ou estamos em locais que nunca fomos.

Adoro poder descontrair e beber uns copos (moderadamente) com a malta. O riso é uma constante.

Ser Partituno 2

Na minha opinião, todos os alunos do ISVOUGA deveriam ter esta experiência.

Muito mais do que viagens e copos, é o verdadeiro espírito académico que se vive na Tuna, um grupo de amigos que criamos e aventuras que nunca esqueceremos.”

O Fortuna já mostrou o porquê de Ser Partituno. E tu? De que estás à espera para te juntares à malta? É como dar sangue, vais ver que não doi nada 😂😂

Se quiseres podes assistir ao nosso ensaio para ver como é. Estamos convictos que vais viver as palavras do camarada e Tuninho Ricarco Fortuna.
Vê como o podes fazer nesta ligação.

Já sabes. Estou à tua espera! Vemo-nos numa próxima oportunidade.

Suadações Académicas do Zé Mosquito!

Zé Mosquito Ser Partituno

👉 Voltar à página de Blog

Close Menu